[ editar artigo]

Atriz reúne comentários transfóbicos e faz denúncia em delegacia: 'Justiça'

Atriz reúne comentários transfóbicos e faz denúncia em delegacia: 'Justiça'

FONTE: UNIVERSA (UOL)

Atriz reúne comentários transfóbicos e faz denúncia em delegacia: 'Justiça'

Rafaela Polo

De Universa, em São Paulo (SP)

02/04/2022

A atriz Gabriela Loran, que atuou em "Malhação", fez um vídeo em seu Instagram no último 31 de março, quando é comemorado o Dia Internacional da Visibilidade Trans, em que mostra um compilado de comentários transfóbicos que recebeu em suas redes sociais. Na gravação, ela afirma que foi até uma delegacia registrar boletim de ocorrência e que preferia ter passado uma data tão marcante comemorando.

Em entrevista a Universa, Gabriela contou que sempre que algum conteúdo que ela posta viraliza, recebe muitos comentários negativos e de ódio. "Isso reflete o Brasil em que vivemos, o país que mais mata pessoas trans no mundo. É triste, mas é a realidade. Não perco a fé no ser humano, mas, sem dúvida, dá uma desanimada."

Ela conta que começou expondo os perfis que faziam os comentários transfóbicos e que seus seguidores sugeriram que ela registrasse boletim de ocorrência por se tratar de crime. "Decidi realmente levar isso para a frente e mostrar a todos que internet não é terra sem lei. Fazer justiça não só por mim, mas pelas minhas semelhantes", disse a atriz.

Ela contou que o processo foi simples: "Fui até a delegacia de crimes virtuais e segui a orientações do policial. Fui super bem recebida".

Como denunciar

Transfobia não é opinião. E fazer esse tipo de comentário na internet é crime, explica Amanda Bessoni, advogada criminalista do AVSN Advogados. "Em 2019, o STF decidiu que a lei 7.716, de 1989, que foi feita originalmente para crimes resultantes de preconceito de etnia e religião, fosse equiparada para também incluir discriminação de gênero", diz Bessoni.

É difícil e dá medo. Muitas vezes as pessoas se calam frente a crimes de ódio por ter receio das repercussões e tratamentos. Mas é importante que quem comete esse tipo de crime seja punido. "Basta comparecer a uma delegacia, existem, inclusive, as que são especializadas em crimes de preconceito e discriminação. Leve o que foi falado contra você para fazer o boletim de ocorrência", diz Bessoni. A partir disso, a delegacia irá instaurar um inquérito para investigar a conduta dos denunciados.

Mesmo que tenha sido apenas uma pessoa em uma única vez, você pode, sim, fazer a denúncia. "O autor pode sofrer um processo criminal e dependendo do que disse na frase, se foi xingamento ou descriminalização, pode ser punido também pela lei 7.716", diz a advogada.

https://www.uol.com.br/universa/noticias/redacao/2022/04/02/gabriela-loran-vai-a-delegacia-e-faz-bo-contra-comentarios-transfobicos.htm

Ler conteúdo completo
Indicados para você