[ editar artigo]

Maneira quer unidade em SP ainda em 2016

Maneira quer unidade em SP ainda em 2016

FONTE: DCI

Maneira quer unidade em SP ainda em 2016

Tributarista que fez carreira no Rio de Janeiro deixou banca tradicional na área após 22 anos para iniciar o escritório próprio. Seu diagnóstico é que a demanda por serviço jurídico segue elevada

Eduardo Maneira (sentado ao centro) e o corpo técnico do escritório fundado há cerca de cinco meses
Foto: divulgação

São Paulo - Com a crise econômica impulsionando a quantidade de conflitos judiciais das empresas, o recém-fundado Maneira Advogados já considera abrir uma unidade na capital paulista até o fim deste ano.

Hoje a banca está no Rio de Janeiro e em Brasília com uma equipe de 15 advogados e é chefiada pelo tributarista Eduardo Maneira. Ele deixou no início do ano a equipe dos professores Sacha Calmon e Mizabel Derzi, conhecida pela atuação na área fiscal.

Apesar da especialidade, Maneira conta que o novo escritório não ficará restrito à área tributária. O objetivo dele é aproveitar o conhecimento já adquirido em segmentos específicos - como óleo e gás ou telecomunicações - para atender também demandas ligadas a disputas comerciais e arbitragem. Ele afirma que as áreas regulatória e administrativa, do mesmo modo, também estão no radar.

"A atuação com tributos indiretos, como o ICMS [Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços], exige que o advogado conheça profundamente o ramo do cliente. São impostos que incidem sobre a atividade da empresa. Então, fica mais fácil para atuarmos também em para outras áreas do direito", aponta o advogado.

De todo jeito, o carro-chefe do escritório deve continuar sendo o direito tributário. Mesmo com pouco mais de cinco meses de fundação, Maneira conta que toda a área fiscal já está em funcionamento. Isso inclui tributos diretos e indiretos, bem como a atuação no Judiciário e nos conselhos de contribuintes de nível municipal, estadual e federal.

Na visão do tributarista, a demanda da área segue bastante aquecida e as perspectivas são boas. Sempre que surge um novo modelo de negócio, como o serviço de transmissão on-line de mídia Netflix, Maneira conta que é preciso fazer uma releitura da legislação tributária. "Hoje também temos falado de regularização de ativos no exterior, tributação internacional, tratados. A matéria tributária é inesgotável", diz o especialista.

Cenário

Em paralelo a esses desafios, ele avalia que a complexidade do sistema tributário brasileiro continua única no mundo e sem perspectivas de melhora. "Há um consenso de que a reforma tributária é necessária. Mas cada uma das partes - União, estados, municípios e contribuintes - tem objetivos distintos. Assim fica difícil."

Nesse cenário, Maneira reforça que a advocacia está num bom momento, mas diz que o excesso de serviço não significa que os honorários estão altos. Ele também revela que seu objetivo não é montar uma estrutura muito grande. O tamanho ideal estaria entre 20 ou 25 advogados. "Vamos estar em São Paulo em breve e pode ser que mais tarde também em Minas Gerais. Vai depender das circunstâncias. Não queremos crescer muito", aponta ele.

Roberto Dumke

http://www.dci.com.br/legislacao-e-tributos/maneira-quer-unidade-em-sp-ainda-em-2016-id569044.html#impresso-953863

TAGS
Ler conteúdo completo
Indicados para você