[ editar artigo]

Nunca trabalhei com carteira assinada

FONTE: LETRAS & LUCROS 

Estou com 28 anos e nunca trabalhei com carteira assinada,mas contribuo com a previdência faz 3 anos, usando o código 1406 facultativo, aquele de 20% sobre o salário. A duvida é, se eu queira trabalhar com carteira assinada, como é que ficam estes 3 anos de contribuição? Irei perder ? para quem trabalha com carteira assinada desconta-se 8, 9 ou 11% dependendo do salário? Essa gera a duvida... Outra dúvida é, agora a nova formula de 85/95, qual e mais vantajoso pra mim pela minha idade.. contribuir com o de 20% ou 11%? Já que terá que ter a idade mínima de 65 anos para se aposentar, acho que não teria nenhuma vantagens mais ficar contribuindo com o de 20% né ?

galuk

Resposta

Galuk

O período contribuído para a Previdência Social como facultativo não é descartado, explica a advogada Isabela Eugênia Martins Gonçalves, sócia do Crivelli Advogados Associados. “Caso você venha a trabalhar registrado, esse tempo de contribuição será utilizado para cálculo de eventual benefício a ser concedido”.

No caso do desconto em folha de pagamento para empregado com carteira assinada, as alíquotas variam, sim, de 8% a 11%, conforme tabela abaixo: 

CONTRIBUIÇÃO (R$)

ALÍQUOTA INSS

até 1.399,12

8%

de 1.399,13 até 2.331,88

9%

de 2.331,89 até 4.663,75

11%


 A advogada diz que, caso as contribuições sejam recolhidas sempre pelo valor mínimo, ambos os benefícios (aposentadoria por tempo de contribuição ou por idade) serão concedidos pelo mínimo. “A única diferença é que na aposentadoria por idade, você teria de aguardar mais tempo para se aposentar. Por outro lado, recolheria a contribuição por menos tempo”, destaca Isabela.

Você também não cumpriria a fórmula 85/95 – atualmente em vigor –, afinal a fórmula será elevada progressivamente, conforme a Medida Provisória 676/2015. “Quando completar os requisitos para a aposentadoria, daqui a 32 anos se homem e 27 anos, se mulher, pois deveria atingir a fórmula 90/100, se assim as regras permanecerem, o que faria com que fosse mantido o redutor da renda, chamado fator previdenciário”, explica a advogada. Mas esse detalhe não faria a diferença, segundo Isabela, se as contribuições forem recolhidas sempre pelo valor mínimo, uma vez que o benefício de aposentadoria não pode ser inferior ao salário mínimo.

http://letraselucros.com/caso.asp?id=1255

 

TAGS
Ler matéria completa
Indicados para você